Eduardo Vento

  • Idade: 29
  • País: Portugal
  • Home Spot: Guincho, Portugal
Eduardo Vento

Olá Eduardo, podes fazer uma pequena apresentação sobre ti?

O meu nome é Eduardo Vento, sou cineasta e surfista nascido e criado em Portugal e com família do Brasil. O surf e o cinema apareceram na minha vida quando eu tinha cerca de 10 anos e desde então têm sido o meu principal foco na vida.

Graças a estas duas paixões tenho podido viajar pelo mundo e conhecer muitas culturas diferentes. Estou agora a tentar especializar-me na produção de filmes aquáticos. A filmagem aquática permite-me misturar estas duas paixões e acredito que é assim que posso expressar melhor o meu estilo visual. 

Então, gostas mais de fotografia aquática do que de fotografia terrestre? 

100%! Prefiro muito mais filmar na água porque também sou surfista, e adoro estar perto da ação e estar ligado ao mar.

Fazes agora parte da família Wildsuits, podes contar-nos como é que isto aconteceu? 

Posso dizer que estou super entusiasmado com este convite. Tenho vindo a acompanhar a marca Wildsuits e a sua evolução há já algum tempo. Tive a oportunidade de me encontrar com o co-fundador da Wildsuits, Olivier e, após alguns telefonemas e reuniões, ele recebeu-me na família.

O que esperas da Wildsuits? 

A Wildsuits é na realidade a primeira marca a estender a mão para me dar ajuda na minha nova viagem. Espero que me ajudem a ganhar alguma visibilidade e que me ajudem a alcançar os meus objectivos. Também quero crescer como membro da família, contribuindo sempre para o crescimento desta marca e ajudando-os a traduzir os seus valores.

Já tenho tentado os fatos de surf em condições difíceis e os 5/4mm são surpreendentemente flexíveis e mantêm-me quente enquanto passo o tempo a filmar. Permite-me realmente concentrar no meu trabalho em vez de no frio.  

Sabemos que já estás a trabalhar com Arran Strong num projecto, podes dizer-nos um pouco mais?

O Arran Strong é um grande e talentoso surfista com quem adoro trabalhar! Tem definitivamente um estilo único de surfar e é uma das minhas pessoas preferidas para trabalhar. Gosto muito de o fotografar, especialmente num dos meus locais favoritos para fotografar, Coxos, na Ericeira.  

Última pergunta, podes dar alguns conselhos sobre como começar e melhorar rapidamente na fotografia aquática? 

O meu primeiro conselho, sê persistente! Vais ter que fazer muitas sessões e vão haver muitos dias em que vais voltar para casa sem boas fotografias. Não entres em pânico, é normal!  

Segundo conselho, falha! Tens de cometer muitos erros e falhar muitos disparos para aprender a técnica de fotografar na água. Treina, treina, uma e outra vez para transformar essas falhas na melhor fotografia da tua vida! 

Outro conselho que eu adorava que me tivessem dado quando comecei a fotografar surf dentro de água, é encontrar um ou dois surfistas que sejam experientes e com os quais trabalhar. Tens de te juntar a eles para obter o maior lucro na água e para teres a certeza de ter alguém quando as condições são um pouco mais duras.

Sítio d’Eduardo Vento

Obrigado Eduardo Vento pelo teu tempo e conselhos! Time to be Wild.